Existe um projeto tramitando na Câmara em Brasília regulamentando o teto salarial para todos os níveis do funcionalismo público. Mas o que chama a atenção é de que já existe uma lei determinada pela Constituição estabelecendo como teto o valor de R$ 33,7 mil. Só que não é respeitada. Mas senão respeitam a Constituição irão respeitar uma lei aprovada na Câmara? Parlamentares que debatem esse projeto chegaram a afirmar que os supersalários hoje ultrapassando, inclusive, os R$ 120 mil por mês, foram “legalizados” justamente pelo Judiciário.