O STF esta semana garantiu para ex-ministros e ex-governadores foro privilegiado em casos de improbidade administrativa mesmo depois de deixarem os cargos. Resumindo: beneficia suspeitos de envolvimento em escândalos recentes. Retrocesso? Hoje são mais de 10 mil inquéritos e ações contra políticos que poderão ser arquivados ou até cancelados. Não poderão mais tramitar na 1ª instância da Justiça. Há quem considere que ampliando o direito a foro privilegiado inibirá o denuncismo fácil, mas certamente alimentará a impunidade.