Em fase de dólar baixo os setores moveleiro, têxtil e de calçados em Santa Catarina estavam amargando dias cada vez piores. Menos mal que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, apresentou algumas medidas alentadoras reduzindo impostos que atendam estes segmentos uma forma de compensar as perdas com o dólar baixo. Vai de isenção de PIS e Cofins na aquisição de insumos até a ampliação de benefícios do Regime Especial de Aquisição de Bens de Capital. Mas os segmentos beneficiados consideram que as medidas são insuficientes para barrar a crise atual.