Tramita na Câmara um projeto de lei assinado pela deputada Angela Albino vedando o uso de algemas, duramente atos médico-hospitalares em mulheres grávidas que cumprem pena nos presídios do país. “Qual o perigo de fuga apresenta uma parturiente? E qual a possibilidade de resistência ou de risco à integridade física, própria ou de terceiros?” Argumenta a parlamentar do PCdoB, tentando mudar a legislação que considera contra a dignidade humana.