Uma nova Polícia Federal começa a ocupar espaço e conquistar a atenção da população em ações, muitas vezes, criticadas, mas que diante de tantas incertezas e impunidades pirotécnicas acabam promovendo um alento aos desesperançados. Ontem foi a vez da operação navalha que deteve ex-governador, assessor de ministro, prefeito, deputado distrital todos suspeitos de fraudes em obras públicas. Mexeu em dez estados. Até agora 46 presos. Tem empresa criminosa infiltrada nos governos abastecendo todo o tipo de corrupção. -As siglas partidárias envolvidas na operação: PSB; PT; PDT e PMDB.