Pois é, o deputado Kennedy Nunes, da base governista, enquanto era votado numa sessão tumultuada na Assembleia o Plano de Carreira do Magistério, estava no Badesc. Manteve o que havia dito anteriormente, que não aprovaria o Plano, pois havia vários pontos conflitantes.