O clima ontem na Assembleia foi de tensão e pressão durante a votação do Plano Estadual de Educação. As emendas foram derrubadas e o projeto foi aprovado como veio do executivo. Ou seja, os temas polêmicos e complexos, entre eles, o da previdência, serão certamente questionados e bombardeados pelos sindicatos, mas a tendência natural é que sejam aprovados num sentimento de “compreensão” da bancada governista.