Representantes do Conselho Consultivo do Rio Vermelho estiveram com o presidente da Fatma, Alexandre Waldrick, cobrando o Plano de Manejo, que até agora não foi elaborado. Waldrick justificou que não havia recursos. Houve, então uma espécie de denúncia devido o gasto com uma passarela no Parque. Acharam excessivo, sendo que o Plano de Manejo é muito mais importante, principalmente no aspecto de preservação ambiental. Daí o argumento foi de que se tratava de um compromisso assumido pela gestão passada. E agora?