Pois é, até aqui o PMDB fala em independência mas não larga os cargos que ocupa no governo. Ontem a executiva do partido em Sant6a Catarina mostrou coerência. Já que defende o afastamento do governo Dilma colocou os cargos federais à disposição. Mauro Marini, que preside a sigla, expressou que este governo não tem mais condições de propor nada. O PMDB até aqui foi e está governo. Vai ter que explicar para deixar bem claro que não foi responsável de tudo que está aí junto com o PT. Sobre os cargos o PMDB daqui saiu na frente. Na reunião estavam o vice governador Pinho Moreira, o senador Dário Berger, o presidente da Eletrosul, Djalma Berger, que deverá desembarcar assim como o diretor da estatal Paulo Afonso, e o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz.