Ficar sem energia elétrica não é nada agradável. Por mais que as razões sejam procedentes. O limite de tolerância é mínimo. E a Celesc sabe disso, tanto que o desempenho da estatal melhorou no mês de janeiro comparado aos últimos dois anos. Houve uma redução de 40% no tempo em que os consumidores ficaram sem energia. Dados da empresa confirmam também que na Grande Florianópolis o atendimento foi aperfeiçoado com melhoria de 35% no tempo de espera dos consumidores para o restabelecimento da energia no mês passado. É um avanço importante, mas disputando com o desconforto da falta de energia onde cinco minutos, muitas vezes, se transformam em uma hora na ansiedade do cidadão. Mas não se pode negar que vem havendo progressos consistentes.