Para o governador não se trata de custo, mas de investimento a chegada de mais policiais para atender a segurança pública. Na coletiva ontem na Agronômica ele disse que em março do ano que vem os concursados serão chamados. A questão agora, impedindo que fosse convocados agora, foi de fluxo de caixa e de respeito a Lei de Responsabilidade Fiscal.