Quem deverá deixar o PMDB, que ajudou a construir e foi um dos seus criadores, é o ex deputado Edson Andrino. Ele nesta segunda feira estará conversando com a deputada Carmem Zanotto do PPS. Andrino também vem se reunindo com frequência com o ex deputado Paulo Bornhausen. “Eu tenho muita simpatia pelo PPS e PSB,” disse Andrino. Perguntado se iria para um partido que de repente estaria compondo com Cesar Junior para ocupar a vaga de vice, Andrino foi taxativo: “É difícil. Eu não teria problema de ser vice ou seja ajudar um projeto para a cidade, mas com o Cesar é complicado.” Andrino, que encaminhou mais de R$ 5 milhões em emendas para a Lagoa, revela uma serie de insatisfações com a falta de atenção e consideração do prefeito Cesar Junior. E os exemplos são muitos…