As Portarias 857 e 859 afastam por 30 dias 15 professores do Instituto de Educação. ?A partir desta quinta-feira eles não entram do prédio,? afirmou o secretário da Educação Paulo Bauer. A determinação é da Procuradoria-geral do Estado. “Terão amplo espaço para se defenderem da sindicância que está correndo,” garantiu Bauer.Entre os afastados está Elói Girardi diretor eleito que ontem ocupou a tribuna da Assembléia de forma equuilibrada e coerente para expor seu ponto de vista diante da crise que passa o Instituto. -Esta atitude poderá acirrar os ânimos. Greve à vista ou ficará claro que se trata de um espaço para questões político/partidárias?