Não existe laboratório em Santa Catarina que detecte este tipo de doença na produção de bananas. Na semana que vem uma especialista do Ministério da Agricultura estará em Florianópolis orientando os técnicos catarinenses. Atualmente a produção envolve cerca de cinco mil famílias no Estado.