No Roda Viva ontem o ex-senador Delcidio do Amaral reafirmou que a nomeação do ministro Marcelo Navarro para o STJ estava relacionada a liberar empresários presos na operação lava jato. Ele destacou, inclusive,  que houve  essa tentativa frustrada em Santa Catarina conduzida pelo ex-ministro José Eduardo Cardoso.  Pois é, o desembargador Nelson Schaefer Martins disputava a vaga. Perdeu porque se negou a atender essa imposição criminosa e podre ministrada pelo Planalto. Mostrou dignidade e elevado espírito público. Enquanto isso, o ministro Navarro permanece no cargo brindado pela presidente afastada Dilma Rousseff. Falta muito ainda para desinfetar esse país.