Enquanto os policiais catarinenses reivindicam o pagamento das parcelas de aumento salarial prometidas pelo governo, a Comissão de Justiça do Senado reúne-se hoje para votar duas propostas que propõem mais recursos para os estados aplicarem na segurança pública. Uma delas prevê a alteração de vários artigos da Carta Magna com a finalidade de obrigar a aplicação de recursos oriundos de impostos nos serviços de segurança. Atualmente a vinculação obrigatória se dá para saúde e educação. Dinheiro carimbado. -Depois de interrompido o canal de negociações, pois classificaram de desrepeito, as entidades que representam a categoria votaram por uma greve. Se confirmada será a maior na gestão Luiz Henrique. -Estão com razão de reivindicar uma promessa que foi feita pelo governo e não está sendo cumprida, mas perdem o apoio no momento que fecham uma rodovia impedindo o direito de ir e vir de quem não tem nada com isso. Só queriam chegar em casa depois de um dia de trabalho árduo. Não justifica as explicações.