Houve avancos nas negociacões sobre a divida dos estados com a União ontem em Brasilia. Não dá para negar que a iniciativa do governo de Santa Catartina de enfrentar o Planalto no STF provocou uma série de reacões do Ministério da Fazenda produzindo facilidades e retrocedendo em alguma medidas que esbarravam na falta de bom senso. Segundo o governador Raimundo Colombo, que está em Brasília exatamente num dia de intensa agitacão política destacou que entre sexta e segunda feira será enviado o projeto de lei ao Congresso com novas medidas e que a tramitacão será em regime de urgencia. Colombo considerou o acordo feito em Brasilia positivo para oes estados, mas continua com a acão no STF.