Outro que entrou no circuito e não mediu esforços para condenar a decisão do prefeito Udo Dohler foi o deputado Darci de Mattos, candidatíssimo a prefeitura em outubro pelo PSD, que considerou uma ação contra a saúde pública da cidade. “Esta economia de R$ 1,3 milhão com a demissão dos médicos residentes poderia vir de outros setores…,” argumentou o parlamentar destacando a redução de cargos comissionados. Realmente a saúde merece investimentos e não cortes…