Com 52 votos dos 56 desembargadores aptos a votar foi eleito ontem para presidir o Tribunal de Justiça durante o biênio 2016/2018 o desembargador José Antonio Torres Marques.Uma votação que revelou unidade, inclusive, expressada pelo novo presidente, que assume no dia 29 de janeiro, que enfatizou que a palavra chave da sua gestão será a união. E deixou claro, também, que a união será fundamental para enfrentar os momentos de crise prenunciados pelo quadro econômico. O desembargador Torres Marques anunciou, no seu primeiro discurso, uma remodelação administrativa para superar esse novo momento, reconhecendo os efeitos danosos da crise econômica. E fez um alerta devido à escassez de recursos conclamando a todos para que sejam criativos. Assumirá ciente de que enfrentará um período duro, onde deverá praticar o que classifica de uma de suas características: o diálogo.