Foi ontem durante a liberação dos R$ 48,5 milhões do programa Badesc Cidades para 26 municípios que o governador Raimundo Colombo foi enfático e contundente durante seu discurso. Chegou a mudar o tom de voz ao defender os projetos em tramitação na Assembleia: “Será uma falta de patriotismo, de responsabilidade, mas pior do que isso, um ato de covardia se a gente não fizer a correção da previdência. Não é uma coisa de governo, mas sim de estado. Ou você faz isso ou as pessoas sofrerão muito”, deixou bem claro o governador que se referia ao aumento da alíquota de 11% para 14%.