Para o cidadão comum fica difícil de entender. Tratando-se de uma inconstitucionalidade deveriam ser desligados automaticamente, mas ainda há a possibilidade de prosseguirem no cargo, apesar da ilegalidade, por mais alguns meses recebendo mais de R$ 20 mil por mês do erário público.