As declarações de autoridades quando da morte do jornalista Roger Bittencourt não chegaram nem perto de ações efetivas, nem de indignação e revolta por perdas de vida de forma tão estúpida. Ficaram no discurso básico e descomprometido. Atualmente o que menos se vê é político/gestor assumindo posturas e enfrentando dificuldades. Usando um termo bem popular: colocando a cara para bater. Fica no periférico evitando cobranças futuras, pois sabe que bem provavelmente não vai cumprir com o que se comprometer. Lastimável.