Pois é, o ex deputado Edson Andrino acabou ficando no PMDB, que ele ajudou a fundar aqui em Santa Catarina. Esteve com um pé no PSB, PPS e até no PSDB, mas se manteve na sigla que espera recupere sua história. Para Andrino, caso seja confirmado o impeachment, Michel Temer deveria assumir e convocar eleições gerais para os próximos seis meses. Uma forma de mostrar sintonia com o pais e não com o poder. E dar ao PMDB uma nova postura, inclusive, expulsando todos aqueles que estão envolvidos em falcatruas. Nesse momento Andrino está usufruindo de uma temporada de férias na Patagônia chilena. Ontem chegou, depois de quatro horas navegando a ilha Chiloé. Já praticou canoagem nas águas geladas do Chile e inclusive assistiu um show de Gil e Caetano em Santiago, sem manifestação política. De bem com a vida…