A iniciativa da deputada Ana Paula Lima de procurar o ministro das Comunicações, junto com o marido, para reivindicar que a TVAL passe a operar como televisão aberta pegou, digamos, de surpresa muita gente, até porque o tema requer uma série de cuidados e estratégias para não ferir suscetibilidades. Mais uma vez o PT adiantou-se como na gestão Volnei Morastoni que teve que recuar por ações irregulares em relação a TVAL.