Existem cinco fingers e as escadas rolantes, que deveriam estar em operação no aeroporto Hercilio Luz, depositados no prédio que irá se transformar na nova estação de embarque e desembarque, do outro lado das pistas. Tudo encaixotado a espera da licitação. Essa novela da ampliação do aeroporto começou em 2001 quando Esperidião Amin era governador. Até hoje ele vem cobrando e acompanhando o processo lento e omisso. Amin está pedindo uma audiência com o ministro da Aviação Civil. São muitas as indagações e dúvidas sobre o futuro do aeroporto Hercílio Luz.