Neste dois anos e meio o Conselho de Ética da Câmara apreciou um pedido de cassação de mandato do vereador Guilherme Grilo, por conta de grampo telefônico, e agora está ás voltas com os vereadores Marcílio Ávila e Juarez Silveira. A dúvida é se instalam os trabalhos ou aguardam até que os vereadores sejam libertados e possam se defender.