Empurrando uma decisão e alcançando o ano de 2017 a escolha de um novo presidente passaria a ser indireto pelo Congresso. Cá entre nós com essa representatividade atual imagina o que viria por aí…