Um documentário muito bem produzido pela Globo News relata as crises políticas que o Brasil enfrentou desde o suicídio de Getúlio Vargas. O que chama a atenção é que os candidatos vitoriosos à presidência da República tinham como principais slogans de campanha o combate à corrupção. Um deles foi Janio Quadros, que levava como símbolo uma “vassoura” para varrer a sujeira do governo, que tinha JK, que deixou a presidência com alto índice de popularidade, apesar de enfrentar uma campanha carregado de suspeições. Ou seja, a corrupção e os desvios são, pelo visto, tradicionais, por aqui. Lula, por exemplo, chegou ao poder bombardeando os governistas e suas falcatruas. Assim como Collor que simbolizava o combate a corrupção acusando os adversários de marajás. É uma prática…