O réu Gustavo Schardosim, acusado de crimes de homicídio qualificado, em decorrência da morte do jornalista Roger Bittencourt, terá 10 dias para se defender. Depois o juiz Paulo Marcos de Farias decidirá se Schardosim será submetido a júri popular como defende o Ministério Público. O réu carrega no Detran/SC um histórico de autuações comprometendo ainda mais sua conduta na direção. Para se ter uma ideia tramitam atualmente na Justiça 18 ações penais decorrentes de acidentes de trânsito onde os réus respondem por dolo eventual. A metade está em grau de recurso. É um direito. É a legislação, que infelizmente acaba alimentando uma certa impunidade diante de fatos revoltantes. Mas apesar das “regalias” legais a Justiça está muito mais severa com esse tipo de gente…