Em doses homeopáticas a presidente Dilma vem praticando um verdadeiro pacote de maldades atingindo em cheio o bolso do contribuinte brasileiro. Com voraz apetite passou a alimentar taxas aumentando a carga tributária atingindo vários segmentos da economia. Até chocolate entrou na maldade da presidente. Qualquer pessoa, mesmo com lucidez discutível, sabe que não se pode gastar mais do que se ganha. E é viável guardar sempre uma reserva para momentos críticos. Esse governo chutou o bom senso e partiu para a irresponsabilidade e até leviandade. Agora sem credibilidade para estimular a economia, gerou impostos e mais impostos que estão onerando a conta do brasileiro. Todos enfrentamos dificuldades, e quando isso acontece a primeira é cortar gastos desnecessários. O governo anunciou, fez pose, mas reduziu o mínimo da máquina, sem nenhum efeito prático. O pesado esta na carga tributária que nós carregamos. Diferente da dona-de-casa, do trabalhador, empresário, comerciante que enfrentam a crise com seu próprio esforço e capacidade os governantes, por sua vez, tentam salvar seus tropeços com dinheiro alheio.