Prossegue a campanha para conseguir 105 mil assinaturas para a PEC contra o nepotismo e pelo fim do salário vitalício de ex-governadores. Mas só a peregrinação pelo Estado já vem arranhando a imagem do presidente da Celesc, Pinho Moreira, que tem pretensões de suceder Luiz Henrique da Silveira.