Muitos vereadores ocuparam a tribuna da Câmara de Florianópolis defendendo as alterações no Plano Diretor alegando que quando realizadas são minuciosamente estudadas e apresentam um benefício à cidade, além da anuência do Ipuf e de audiências públicas. Limitavam-se a exemplos de mudanças de cunho social esquecendo, de repente, algumas outras de interesses bem localizados. Por que será?