Para o governador Colombo o momento sera de mudanças exigindo uma convocação extraordinária do Congresso em julho para votar reformas prioritárias começando pela previdência. Colombo considerou que o quadro atual se tornou insustentável evidenciando o espírito de colaboração para vencer obstáculos e avançar.