Pela primeira vez este ano o deputado Gelson Merísio ocupou a tribuna. Defendeu a iniciativa do governo do Estado em ingressar no STF contra o governo federal questionando a cobrança de juros sobre juros da dívida com a União. Merísio defendeu a Selic acumulada e destacou que caso o Estado obtenha uma vitória na Justiça teria um crédito a receber de R$ 1,3 bilhão. “Não é só a questão de ter quitado a dívida, segundo as regras aprovadas pelo Congresso em 2015, mas de ter pago a mais….”