O senador Delcidio do Amaral fez um estrago em sua delacão premiada. Inclusive cita o laboratório de propriedade de um dos acionistas que adquiriu o Grupo RBS em Santa Catarina, denominado EMS. Há indícios, segundo relato do senador petista, de transacões financeiras ilegais onde eram efetuados pagamentos de saldo de campanha. Delcido levanta suspeitas de utilizacão de laboratórios farmacêuticos para esse fins.