Como dizia Antônio Maria: “brasileiros profissão esperança.” Mais uma vez estamos apostando na esperança de um Brasil melhor, mesmo porque a mudança que se vislumbra é de seis por meia dúzia. Chega ao poder cargas de suspeições e de credibilidade contestável. Depois que o povo brasileiro se sentiu traído pelo discurso da igualdade e oportunidade, enquanto a corrupção se integrava e se enraizava no governo petista, um nva oportunidade foi conduzida ontem às noite na Câmara. Agora será a vez do Senado, mas tudo indica que a presidente está com seus dias contados. E muda de endereço do Palácio do Japuru para o Alvorada, um vice que também participou como presidente do maior e principal aliado desse governo que foi defenestrado. Chega o PMDB, que digitais em várias situações. E mais uma vez nós brasileiros profissão esperança, pelo menos consciente de quem o que vem não é a melhor solução, pois está no contexto de seis por meia dúzia. Mas um governo de notáveis poderá produzir credibilidade e “esperança.”