O STF decidiu manter a homologação da reserva de 1,7 milhão de hectare e garantir a desocupação dos agricultores e pecuaristas de uma reserva em Roraima, que abriga 14 mil índios. Não funcionaram as ações inclusive de empresas instaladas no local. Terão que sair. O Supremo baseou-se num decreto presidencial. -Os produtores, principalmente de arroz, estão estabelecidos na área há muitos anos. É semelhante ao que está acontecendo em Santa Catarina onde agricultores estão ameaçados de desocupação de terras indígenas, principalmente, na Região Oeste.