De um lado a Igreja afirmando que as mães devem encarar a microcefalia como uma missão. De outro já existem interpretações de magistrados defendendo o aborto em caso de microcefalia confirmada.