Segundo o presidente dos progressistas, Joares Ponticelli, a tendência é que o partido participe das eleições municipais do ano que vem com mais candidatos do que em 2002 onde o PP elegeu 74 prefeitos. A prioridade é fechar alianças com o PT. Ponticelli aposta num crescimento, pois acredita que o pleito será uma espécie de ?balcão do Procon?.