Do plenário da Assembleia vieram algumas intervenções sobre a “omissão” da OAB em relação a assuntos pontuais que envolvem o país. Ao evidenciarem a eleição onde Paulo Marcondes Brincas foi conduzido à presidência da OAB/SC, o deputado Gabriel Ribeiro destacou a importância de maior participação na promoção das mudanças necessárias para o Brasil. Fizeram coro os parlamentares Marcos Vieira e Maurício Eskudlark. Para Vieira, a OAB está se omitindo ficando à margem do processo que o país vive. Eskudlark pediu mais rigor da entidade que está se distante em relação a presidente Dilma e ao deputado Cunha.