Uma emenda assinada pela deputada Carmem Zanotto prevê a redução da jornada de trabalho, em até duas horas diárias, para mães de bebês com microcefalia que necessitam de assistência permanente. “Os portadores da doença precisam de acompanhamento profissional e cuidados especiais por parte das mães e responsáveis”, defendeu a parlamentar do PPS.