Embora os deputados governistas reconheçam como legítimas as pressões exercidas pelos servidores, os projetos mais polêmicos do governo estão sendo aprovados na Assembleia. Entre eles a fusão dos fundos, o aumento de alíquota de 11% para 14%, e na semana que vem o plano de carreira do magistério.