O churrasco e o pagode no presídio de Joinville, flagrado pelo Jornal Notícias do Dia, nada mais é do que o reflexo do que está ocorrendo aqui fora. Estamos diante de um estado de perplexidade com a perda de autoridade. Quais os bons exemplos a seguir? Os poderes que deveriam barrar qualquer desvio de conduta estão hoje sendo questionados, com um bom número no banco dos réus. Olha o Executivo, o Legislativo e até o Judiciário. É grave. Hoje chegamos ao cúmulo de ouvir que a corrupção tem níveis, alguns considerados perdoáveis com uma enorme carga de argumentos. Este churrasco com detentos dentro de um presídio colocando a população ainda mais refém da criminalidade e temerosa, tem o mesmo peso das festas regadas a vinhos de coleção com dinheiro público desviado de suas finalidades. Está ficando muito difícil.