O Sindicato que representa os policiais ao tomar conhecimento da determinação judicial tornando a greve ilegal decidiu retornar às atividades, mas destacando que buscará recursos legais para derrubar a decisão e estará em estado de greve, pois o objetivo de reajustar os salários não foi atendido pelo governo. Agiram com equilíbrio respeitando uma decisão da Justiça. Mostra maturidade do movimento.