O líder do PP, Kennedy Nunes, ao apresentar uma Moção contra Hugo Chavéz, presidente da Venezuela, declarou guerra contra uma ala do PT. Logo agora que estão em processo de aproximação. A sorte é que este grupo está hoje buscando explicações, pois por determinação judicial perdeu o controle da Cipla, o que esfriou a reação contra o progressista.