Próxima de mais uma eleição quem vai sangrar é a Câmara de Florianópolis ou os vereadores acusados de envolvimento em desvios de conduta? Eis a questão que vem provocando uma espécie de divisão no legislativo municipal. A bem da verdade ninguém está satisfeito em participar deste momento em que a Câmara foi colocada em xeque e terá que dar uma resposta no mínimo convincente à população. Mas que resposta? Sabem os ?julgadores? que também estão sendo atentamente acompanhados e a decisão que tomarem poderá repercutir nas urnas no ano que vem, enquanto certamente o processo da Moeda Verde estará voltando à tona com repercussões judiciais. É um momento difícil para todos, mas de extrema responsabilidade com a cidade. Não vão poder fugir disto a não ser que apostem no esquecimento, mas o tempo é curto. Passar uma borracha neste episódio poderá arranhar a imagem frágil da Câmara e repercutir nas urnas. Os envolvidos ainda não foram acusados de fato, mas os indícios são públicos e representam falta de decoro? Está é a questão neste momento.