O PT, tudo indica, voltará ao seu habitat: oposição. Isso se confirmado o impeachment. Falta o Senado embora tudo leve a crer que esteja apenas em compasso de exigências legais. O partido já começa a se mobilizar buscando o espaço da acusação, do ataque, do enfrentamento. É a única forma agora de tentar sobreviver, se fortalecer. Difícil tarefa para quem construiu um imagem de corrupto e quadrilheiro. Mas mesmo assim tem no foco o PMDB, que não é nenhum santo.