O zika vírus se transformou numa emergência global. Mesmo não sendo ainda oficial, todos os indícios o levam à microcefalia. Nesse momento é que se percebe o comprometimento das pessoas, não com a própria condição, mas com a condição do outro. Combater o mosquito em seu território não significa se proteger, mas também proteger seu semelhante. A previsão alcança mais de quatro milhões de infectados este ano com o zika vírus, segundo informes da Organização Mundial da Saúde. Não é uma guerra de governos, mas de todos nós engajados e conscientes de nossa responsabilidade. É aí que nasce o espírito solidário um tanto disperso nos dias de hoje alimentado pelo individualismo.