Reduzindo o apetite voraz dos gastos públicos a tendência natural é baixar a carga tributária. Ou seja, a máquina paquidérmica do governo exige mais impostos. Não dá para reduzir os tributos mantendo o que está aí. Exigirá a emissão de moeda, um passo para o retorno da inflação.