Chama a atenção que o “calote” da prefeitura de Florianópolis em alguns fornecedores da Fenaostra, que aconteceu em setembro do ano passado, pois atinge pagamentos, que num contexto geral, são irrisórios. R$ 600,00 para a apresentação de um artista local até hoje não foi honrado. Mancha uma festa tradicional por amadorismo de gestão financeira.